Você pensa fora da caixa? Esta é uma expressão muito utilizada no mundo corporativo, e chega até a soar como um “clichê” ouvi-la em reuniões de alinhamento ou até mesmo de feedbacks. Ela agita nossa criatividade e exige estarmos em constante busca para ser um profissional/empresa inovador e para conquistar mais clientes e surpreendê-los.

Esta expressão surgiu por volta de 1969 a partir de uma derivação do termo inglês “Thinking outside the box”, que tem como significado pensar de forma inovadora, criativa e ir além dos padrões convencionais. Geralmente é uma característica atribuída ao profissional que trabalha com marketing, comunicação e publicidade, mas a meu ver essa habilidade pode ser adquirida e cobrada em qualquer profissional, independente da sua área de atuação.

 “Pensar fora da caixa” é algo imprescindível no empreendedorismo e nos cargos de gestão. É algo que ajuda a solucionar problemas, inovar, encarar as situações sob uma nova perspectiva, ainda mais no mundo em que vivemos, o qual estamos em constante mudanças e inovações para que o nosso negócio possa sobreviver com tantos concorrentes. Mas, é uma tarefa difícil quando vivemos sempre atolados de demandas, reuniões e obrigações.

 Ser criativo nada mais é do que conectar referências que acumulamos durante a vida. Esta conexão é a o que vai fazer com que você encontre a resposta para o que procura, mas para isto é necessário conseguir interligá-las e associá-las, para então achar a tal solução criativa!

 Pensando nisto eu separei algumas dicas que me ajudam a ter insights criativos e que podem vir a te ajudar também: 

·        Observe: para sair da caixa é necessário observar cada detalhe e movimentos que acontecem ao seu redor. Na correria diária acabamos deixando de lado a percepção dos elementos que nos cercam, com isto, nossas conexões deixam de acontecer.

·        Vivencie novas experiências: se você não tiver vivências diferentes, dificilmente você irá estimular seu cérebro a fazer novas conexões. Novas experiências podem ir desde pequenas atitudes do dia a dia até uma viagem incrível ou uma formação intensiva.

·        Mude o ambiente ao redor: mudar a disposição dos móveis, alterar a cor da xícara que toma café, trocar a disposição dos objetos da sua mesa ou até mesmo mexer na ordem dos post-its irá te ajudar.

·        Não é necessário sempre ter a resposta: nós não conhecemos tudo. Vivemos em um constante aprendizado, e precisamos estar abertos a aprender, não podemos nos colocar na posição de temos certezas de todas as nossas atitudes.

·        Não restrinja seu pensamento: estabelecer objetivos e metas são essenciais em um projeto, mas ficar focado 100% do tempo nele pode ser algo que te limite ou te direcione a um pensamento repetitivo.

·        Conecte-se com pessoas: as interações sociais também são importantes para esse processo, ainda mais se elas vão além das conversas superficiais. Juntar algumas pessoas em busca do mesmo propósito pode ser uma ótima saída para ideias fora da caixa, além disso, participar de palestras, congressos ou eventos que falam sobre as novas tendências do mercado em que você atua.

·        Converse com novas pessoas: conversar com novas pessoas é um ponto crucial, pois elas são uma enorme forma de ampliar seu campo de visão e quebrar padrões que sua mente insiste seguir.

·        Entenda o problema: para você poder solucionar uma situação é necessário entendê-la profundamente, busque entender as possíveis causas e pensar em hipóteses que resolva o que está acontecendo.

·        Dê um tempo e não faça nada: sempre somos cobrados para aumentar a produtividade, mas o descanso é de extrema importância para que possamos produzir melhor e sermos mais criativos.

Para obter essa habilidade é necessário ampliar o repertório, gerando uma enorme biblioteca de referências e aumentando as chances de conexões. Para construir a sua bagagem é necessário recorrer a vários métodos, desde o convencional lendo um livro, até o de experimentar novas vivências de vida. Libere a sua mente dos estereótipos e dos padrões tradicionais, não desperdice as oportunidades de aprender, seja ela qual for, conheça novas culturas, converse com as pessoas, faça cursos, se aprimore e aproveite todo conhecimento que aparecer na sua jornada, mesmo que ela seja repleta de funções. E realmente, pratique e pense fora da caixa!