A impressão flexográfica conquistou, nas últimas décadas, um enorme espaço no segmento gráfico, e mostra grande resiliência diante de outras técnicas de impressão, principalmente por sua flexibilidade. Poucos processos de impressão são tão ricos em possibilidades quanto a flexografia: pode-se imprimir em praticamente qualquer substrato que seja flexível o suficiente para passar pelo equipamento. Quanto às tintas, grande parte dos equipamentos podem trabalhar com tintas a base de água, solvente ou u.v., de forma que as mais complexas necessidades de impressão possam ser atendidas. E conta ainda com a possibilidade de adição de uma série de acabamentos em linha, como cold ou hot stamping, cortes especiais, laminações, ou mesmo combinação com outras técnicas, como silk screen e rotogravura, somente para exemplificar. 

Desta vasta oportunidade de utilização surge o maior desafio do processo flexográfico: para alcançar o resultado de impressão desejado pelo cliente, deve-se ter o domínio dessas variáveis e escolher os processos cuidadosamente. Para tanto, é necessária uma equipe técnica competente, criativa e engajada, cuidando desse planejamento.

Tomemos como exemplo um rótulo adesivo para uma bebida. Naturalmente, a maior preocupação do cliente gira em torno da arte, da qualidade de impressão e da fidelidade das cores à sua marca. Para a gráfica, no entanto, é necessário atenção a uma outra série de fatores técnicos relevantes do processo do cliente, como: tipo de material em que o adesivo será aplicado; técnica de aplicação; velocidade de aplicação; condições climáticas do local; processos produtivos pós-aplicação; contato ou não com o alimento;  armazenagem; uso pelo consumidor final; descarte, etc. Portanto, é necessário um corpo técnico robusto para alcançar um bom planejamento gráfico. 

Um atendimento comercial qualificado pode conseguir a maior parte dessas informações de forma objetiva, sem desgastar o cliente. Inicia-se então um trabalho multissetorial, envolvendo comercial, pré-impressão, compras e produção, de forma a buscar maximizar o desempenho do produto, de sua produção e sua qualidade, e minimizar perdas e o custo total da produção.

Geralmente, clientes com grande demanda por materiais gráficos, possuem especialistas no assunto, de forma que a maior parte de suas necessidades e especificações já se encontram suficientemente bem organizadas. Nos demais, cabe à gráfica esse desafio, e daí a importância de um bom corpo técnico, engajado em buscar o melhor para o cliente.

O processo gráfico por si só é sempre muito delicado e requer atenção nos detalhes. No caso da flexografia o número de variáveis é ainda maior e, com isso a atenção deve ser redobrada para que o resultado possa ser excelente. Se houver um planejamento cauteloso que tenham todos os pontos levantados ao longo do texto, o projeto terá o fechamento que deseja.