Você não sabe se casa ou se compra uma bicicleta? Faça os dois! A linha entre ser técnico ou estratégico está cada vez mais tênue, e o mais interessante é ser os dois. Mas como? Essa é a primeira pergunta que vem à mente de quem corre o dia inteiro para apagar incêndios. A chave está no planejamento. Se você ainda não conseguiu estabelecer as prioridades e as metas, pare tudo e comece a se organizar. Essa ação irá abrir oportunidades e revelar uma visão mais ampla de todo o negócio. 

O mundo está se transformando a cada segundo, e as oportunidades de aprendizado e evolução estão na palma da mão, no instante de um clique. Com a automação e a inteligência artificial ocupando muitas funções humanas, nós podemos nos ocupar com aprimoramento e criatividade, e isso é fantástico. 

Quem quer tornar-se um profissional que faz a diferença e tem reconhecimento no mercado, deve buscar conhecimento técnico na área, ao mesmo tempo que se empenha em conhecer bem seu cliente, com o intuito de criar projetos inovadores, que conversem com seu público e possam atender as demandas que exigem uma embalagem de qualidade.

“A criatividade não é só para o setor de embalagens, mas é fundamental para ele. Tem um ditado que eu gosto que diz que a inovação vem da pessoa. As empresas mudam quando as pessoas mudam. São as pessoas que buscam movimento e entendem as circunstâncias. O otimista encara os obstáculos e vai atrás de soluções. Isso vai desde as equipes até os grandes gestores das empresas.”  Gisela Schulzinger, presidente da ABRE e professora da ESPM.

A verdade é que a criação não cai no colo de ninguém. Ela surge embasada em estudos, pesquisa e experiência. A somatória de conhecimento técnico e de mercado, certamente, resultará em um projeto criativo, inovador e que cumprirá as premissas técnicas de um bom trabalho.

Para guiar os profissionais nessa jornada desafiadora que é a criação e execução de um projeto de embalagens, o Comitê de Design Estratégico da ABRE (Associação Brasileira de Embalagem) criou um documento que estabelece os principais pontos, que devem ser seguidos nesse processo. Confira aqui:

Briefing

·        Diferenciação do produto, redução de custos, ganhos na eficiência operacional e logística;

·         Redução do impacto ambiental, utilização de materiais renováveis, entre outros;

·        Considerar aspectos técnicos, logísticos, criativos, legais, geográficos e orçamentários;

·        Entender o consumidor do produto. Suas necessidades e expectativas em relação ao produto, saber o que ele valoriza, conhecer a cultura local, ter acesso a pesquisas de mercado.

Produto e processo industrial do Brand Owner

Conhecer as características do produto, tais como proteção e conservação, características físicas e químicas, onde e como será consumido.

·        Conhecer os processos industriais e de comercialização do produto.

Cadeia de Valor

·        Envolver, integrar e definir responsabilidade de todos os elos da cadeia (brand owner, agência, fornecedor de todos os componentes da embalagem, fabricante de matéria-prima de equipamentos);

·        Promover reuniões entre as partes envolvidas no processo, acompanhar e validar todas as etapas.

Especificação da Embalagem

·        Conhecer todos os materiais;

·        Conhecer os processos de fabricação e controle do processo de fornecedores;

·        Conhecer e definir a forma de impressão com antecedência, e identificar a melhor técnica para cada caso.

Cronograma

·        Elaboração de protótipos;

·        Testes de validação em todas as etapas;

·        Aprovações internas (marketing, P&D, jurídico, comercial, outros);

·        Aprovações regulatórias;

·        Produção da embalagem;

·        Produção final;

·        Distribuição.

Validação

·        No processo de produção da embalagem, validar cada etapa;

·        Atentar para a compatibilidade entre embalagem e produto.

Segurança da Informação

·        Estabelecer termo de confidencialidade de todos os envolvidos no projeto.

 Legislação

·        Conhecer a legislação e atender a exigências legais

Para o seu próximo projeto, planeje, aprimore seus conhecimentos, esteja antenado às inovações do mercado e ao comportamento do seu consumidor, conte com uma equipe qualificada – de colaboradores a fornecedores – e crie!